A viagem

Lilypie Maternity tickers

terça-feira, 31 de Maio de 2011

Nova visita ao médico

A gripe que se mantém e as melhorias que não são visíveis levaram-me ao meu médico.
Ao antibiótico que já tomava ele juntou um antitússico CODIPRONT e um anti-inflamatório ANANASE. Fico sempre com medo da medicação aliada à gravidez. Ouve-se falar tanta coisa que tenho medo...
O médico tranquilizou-me e disse que não há motivos para preocupações, que o bebé desenvolve-se normalmente, independente desta medicação ou do meu estado de saúde mais debilitado.
Para ficar descansada e sem pedir ele fez-me uma ecografia para ver como estava tudo bem.
Passado uma semana, ele encontra-se já com 25,7mm (6 mm numa semana) e um batimento cardíaco normal.
Com tanto mal estar eu esqueço-me que dentro de mim cresce alguém... e, para ser sincera, custa-me a acreditar que é isto mesmo que está a acontecer. Não sei explicar...

Kate Winslet

quinta-feira, 26 de Maio de 2011

Depois de um mês

O meu peso oscila ligeiramente. Ainda não há razões para haver um aumento de peso, uma vez que estou com apenas 9 semanas.
A balança da farmácia do costume dizia:

55,85kg

quarta-feira, 25 de Maio de 2011

Uma esperança ainda que pequena

Tinha uma pequena esperança que tivesse grávida de gémeos. Não que tenha casos na família, nem do lado do pai, nem do lado da mãe mas... era uma forma segura de que haveria irmãos na família e não apenas filho único.
Passo pela primeira gravidez aos 37 anos e não tenho a certeza de que quererei passar por uma segunda gravidez, que seria sempre depois dos 38, 39 ou 40 anos.
Como sempre tive o sonho de adoptar uma criança (ou duas), sempre poderei ser mãe mais vezes sem passar por mais nenhuma gravidez. Bem... ainda é cedo. Ainda agora estou a gerar um e já penso em mais filhos...

Afinal é uma valente gripe

Eu a achar que o excessivo cansaço, as dores de cabeça e no corpo eram sintomas de gravidez e afinal... estava/estou com uma valente gripe.
Não aguentando mais ontem fui ao médico, àquele que me irá acompanhar durante toda a gravidez.
Fiz uma ecografica e já pode ouvir o coração do bébé bater e saber que tudo corre na normalidade, medindo 19,7 mm. Vai sair um rapaz/rapariga grande.
Tive que começar a tomar antibióticos para a gripe: AMOXICILINA LABESFAL. Diz ele que não fará mal ao feto, para não me preocupar. Contudo, sempre que meto um à boca, tenho sempre uma réstia de receio.
Mas outra coisa me deixa com mais receio - o dito popular: "Quem tem gripe no início da gravidez, leva-a até ao final". Jesus...

Kate Winslet

sexta-feira, 20 de Maio de 2011

Primeiras alterações no corpo

Acho que ainda não houve tempo para alterar o meu peso. A barriguinha que tenho é a que já tinha, fruto de falta de exercício abdominal. Contudo, algo mudou significativamente: o meu peito.
Ele já era de uma copa relativamente visível, agora está prestes a atingir proporções semelhantes à cantora "Samatha Fox", cujo poster de corpo inteiro andava pendurado no quarto do meu mano mais velho quando éramos todos adolescentes.
Estou com medo, muito medo do resultado ao fim dos 9 meses...

Samantha numa versão vestida

"Gravidez não é doença"

Então porque me sinto como se tivesse a carregar uma valente gripe nas costas?
Dores no corpo todo, a cabeça então nem se fala, cansaço extremo, vómitos a brindar-nos logo de manhã.
Vai passar, não é? Dizem-me que sim mas já chegava esse dia, não?

Lena Headey

quinta-feira, 19 de Maio de 2011

Cuidados com a pele

Um dos meus medos deste processo é a minha pele "rasgar-se" em mil pedaços durante a gravidez. Já tenho estrias nas coxas de ter aumentado e diminuido de peso durante a minha adolescência, apesar de nunca ter tido oscilações significativas. Parece algo normal em quase todas as mulheres ter estrias enfeitarem-nos coxas e, às vezes, peito.
A preguiça leva-me a que raramente coloque um creme no corpo. Não sou uma pessoa alta mas quando vou passar um hidradante parece-me que tenho umas pernas que nunca mais acabam, braços longos, costas inatingíveis etc... etc...
Sabendo que não iria mudar assim tanto os meus hábitos, tomei uma decisão que me parece ir ao encontro da minha preguiça. Nada de cremes hidradantes, cremes que alegam evitar estrias e afins, marcas caras ou baratas, compradas em farmácias ou perfumarias.
Aqui, para a preguiçosa, foi comprado um frasco grande de óleo Jonshon e após o banho passo no corpo ainda molhado. Depois enxugo-me e toca a andar...
Será assim até estar do dobro do tamanho. Estou a fazer figas que resulte, sabendo de antemão que há quem nada ponha e não tenha estrias e quem gaste frascos e frascos de creme e não as consiga evitar.


terça-feira, 17 de Maio de 2011

Peso inicial

No dia que fiz o teste de gravidez (29 de Abril), depois de almoço fui à farmácia mais próxima do meu emprego para me pesar. Queria saber com que peso iniciava esta caminhada.
A balança indicou:

56,25Kg

Tenho um leve receio de engordar demasiado, não o vou esconder. Pela primeira vez vou ver o meu corpo tomar formas até então desconhecidas para mim. Será por uma boa causa, talvez a melhor causa possível, mas ainda assim, estranho para mim.
A 29 de Maio lá vou eu à mesma balança, ver o que ela me reserva...

domingo, 15 de Maio de 2011

Tempo de gestação

Foi preciso estar grávida para saber que a contagem das semanas de gravidez faz-se a partir do primeiro dia da última mestruação. Sempre pensei que fosse da semana fértil, altura da concepção.
Assim sendo, e seguindo as indicações médicas, encontro-me grávida de 6 semanas e 5 dias.

Os sintomas

Não tenho enjoos (até à data), não devo ter engordado, não sinto ainda um instinto maternal de alguém que está a dar origem a outro alguém.
Sinto-me sim cansada, esgotada mentalmente, com o corpo num turbilhão que me suga quase todas as minhas forças.
Dizem-me que os 3 primeiros meses são os piores, que depois é mais fácil e mais seguro tanto para a mãe como para o bébé. Já anseio por esses dias...

Angelina Jolie by Lorenzo Agius

sexta-feira, 13 de Maio de 2011

Primeiro post

Este não é o meu primeiro blog.
Esta não é a minha primeira experiência neste mundo.
Mas este é, sem dúvida, o primeiro post de uma aventura chamada maternidade, na qual sou completamente inexperiente...
Vou fazer deste espaço o meu registo diário numa espécie de partilha de experiências de algo tão natural mas ao mesmo tempo tão desconhecido e misterioso.